Anticoncepcional Masculino: o que é

Cuidados com o corpo, planejamento de vida e tratamentos médicos são fatores que levam a pílula anticoncepcional oral a ser amplamente utilizada por mulheres. Ainda que a prevenção à gravidez seja a principal atuação do AC, ele pode ser indicado para regulamento menstrual, diminuição de cólicas e sangramentos irregulares, além de fazer parte de tratamentos para cistos e para regularizar os hormônios. E agora teremos também o anticoncepcional masculino, entenda como funciona.

Existem dois tipos de pílulas comercializadas, as que utilizam dois hormônios, o estrogênio e o progesterona, que atuam bloqueando a ovulação e evitando a dilatação do colo do útero, dificultando a passagem do espermatozoide. Ou o tipo com apenas 1 hormônio, a progesterona, que bloqueia a ovulação. Ainda que a taxa hormonal das pílulas tenha caído bastante nos últimos anos, os efeitos dos hormônios ainda podem ser bastante indesejáveis.

Essencial para mulheres que tratam, por exemplo, síndrome do ovário policístico, o AC pode estar diretamente relacionado à trombose, infartos, problemas de fertilidade e doenças cardiovasculares. Efeitos colaterais como ganho de peso, inchaços, retenção de líquido ou má adaptação à pílula podem ser melhorados modificando a marca e devem ser indicados e acompanhados pelo médico.

A contracepção oral é o método mais utilizado pelas mulheres, mas também levanta questões sobre o impacto dos hormônios no organismo. Ainda que ela dê grande autonomia às mulheres auxiliando na prevenção da gravidez, diminuindo cólicas e sangramentos e regulando o ciclo menstrual, há quem tenha restrições ao uso ou opte por não adotar o método. Mas a comercialização do anticoncepcional masculino está próxima, uma novidade cheia de benefícios.

Chamada de pílula masculina, a promessa é que até 2018 o Vasalgel esteja em comercialização, sendo uma opção em gel que replica os efeitos de uma vasectomia, porém reversível.

Como funciona?

Sem a presença de hormônios, o produto funciona criando uma barreira semipermeável nos vasos deferentes, impedindo a passagem dos espermatozoides, atuando como uma peneira contraceptiva. Outra facilidade comparada ao AC feminino é que o gel necessita de apenas uma aplicação e tem efeitos por um período bastante longo.

como-funciona-o-anticoncepcional-masculino

O Vasalgel teria o mesmo princípio de uma vasectomia, podendo ser facilmente reversível e menos invasivo, necessitando apenas de uma nova aplicação de injeção de bicarbonato de sódio para desfazer o bloqueio de espermatozoides.

O que muda para elas?

Seja numa relação estável ou em sexo casual, a contracepção adequada garante mais tranquilidade e planejamento, sendo essencial para evitar mudanças de vida sem preparo. A contracepção ainda se concentra muito na responsabilidade da mulher e, aquelas que não podem ou preferem não utilizar a pílula, acabam mais susceptíveis à gravidez, já que todo método anticoncepcional é falho.

Sem alterar a estrutura e produção hormonal, o Vasalgel tem uma proposta bem mais segura biologicamente, além de ser mais prático, logo que seus efeitos são longos e não há a necessidade de uso diário, como o anticoncepcional oral.

Ainda em testes, mas com grande repercussão e boa aceitação principalmente entre as mulheres, o gel resulta em mais equilíbrio entre as responsabilidades de prevenção de gravidez, delegando ao homem maior participação e na escolha dos métodos.