como-cuidar-da-saude-no-inverno

Como cuidar da saúde no inverno

O inverno chegou com tudo, e com ele vieram os grandes riscos de saúde ao organismo que nascem por causa das baixíssimas temperaturas da estação. Se houver pouca prevenção nessa época, é possível pegar muitas doenças, ou quem sabe agravar ainda mais aquelas que já estão alojadas no corpo.

Por isso, é necessário ser muito cauteloso e protegido nesses momentos. E é por esse motivo que resolvemos fazer esse artigo, visando tornar a saúde da população cada vez melhor. Porém, antes de entrar nas devidas dicas de prevenção, precisamos entender o motivo pelo qual essa estação acaba por aumentar os riscos de doenças.

Por que o inverno causa mais doenças?              

 

porque-o-inverno-causa-mais-doencas

A estação mais fria do ano é, obviamente, o inverno, visto que as temperaturas desse período abaixam significativamente, além de trazer bastante chuva e tempo nublado, o que acaba agravando ainda mais essa situação. Devemos analisar então como é a receptividade do corpo humano com relação a essa situação.

Para entender o motivo pelo qual as doenças aparecem com maior abundância nesse período, é válido sabermos que as bactérias e vírus buscam locais mais quentes e que possuam os fatores necessários para que consigam sobreviver, evoluir e se multiplicar. Sendo assim, o corpo humano fornece o local ideal para que isso ocorra, sendo quente e húmido.

Pensando nesse fato, podemos observar que, devido ao frio, a maioria das pessoas permanecem em ambientes fechados junto das outras. Isso acarreta numa proliferação ainda mais veloz por parte das bactérias e vírus, já que o ar que está circulando dentro do espaço é contaminado. Sendo assim, esse é outro fator que contribui para um aumento significativo das doenças no inverno.

Quais as principais doenças do inverno?

quais-as-principais-doencas-do-inverno

Geralmente, as doenças que mais aparecem durante essa estação são as que envolvem as bactérias e os vírus, devido aos fatores citados anteriormente no artigo. Outra situação que podemos perceber é que boa parte desses organismos atacam diretamente as vias respiratórias, já que é um grande canal para se proliferarem.

Saiba um pouco mais sobre as principais doenças que atingem a população no inverno, e entenda um pouco mais sobre cada uma delas:

  • Resfriado: Durando entre quatro e cinco dias, o resfriado não chega a fazer um grande mal ao organismo, porém enfraquece a pessoa infectada e se não tratada corretamente pode se agravar. Os sintomas são a coriza, o trancamento das vias respiratórias, febre, espirros e dor de garganta.
  • Gripe: A gripe pode ser vista como um resfriado mais forte, pois têm os mesmos sintomas, porém de forma fortificada, como a febre alta, dores no corpo e falta de ar. Se não for tratada corretamente, assim como o resfriado, pode se agravar e gerar complicações.
  • Pneumonia: Causada por bactérias, vírus ou fungos, a pneumonia é uma infecção aguda nos pulmões. Essa doença pode ser a causa de uma gripe ou resfriado não tratados corretamente, ou surgir após uma crise de bronquite muito forte. Os sintomas da pneumonia são a tosse incessante, o cansaço, dores no corpo, calafrios, suor, febre, falta de ar e dor no tórax.
  • Amidalite: É uma inflamação nas amídalas, decorrentes da ação de bactérias ou vírus, que causa dor de garganta intensa, mau hálito e febre alta. Algumas pessoas realizam uma operação para retirar as amídalas depois de ser infectado, por isso algumas pessoas não pegam essa doença. Porém, isso não impede que outras infecções ataquem a garganta.
  • Asma: A doença ocorre quando as bactérias ou vírus atacam os pulmões e vias aéreas, causando uma inflamação. O infectado fica com chiados no peito, tosse e falta de ar. Geralmente, as crianças são afetadas de forma bastante grave e deve ser tratado com muita cautela.
  • Bronquite: Pode ser diagnosticada após a visualização de tosse seca seguida de tosses com catarro. Trata-se da inflamação dos brônquios, que impedem a chegada do ar ao pulmão, gerando falta de ar. Se não tratada corretamente, pode ocasionar uma pneumonia.
  • Otite: Ocorre quando os vírus e bactérias atacam os ouvidos após migrarem da garganta. Essa doença causa dores no ouvido seguidas de tosse e febre. A infecção é bastante comum em crianças, e se não tratada com antecedência, pode gerar riscos graves.
  • Rinite: Trata-se de uma irritação ou inflamação na mucosa do nariz. Essa infecção causa espirros incessantes, coriza, coceira e entupimento do nariz. É uma das doenças alérgicas mais comuns, principalmente em locais com bastante pó e pelos.
  • Sinusite: Causada pelo ataque de vírus ou bactérias às cavidades do crânio em torno do nariz, conhecidas como seios nasais. A infecção tem como característica a dor de cabeça, inchamento das pálpebras, entupimento do nariz, secreção nasal e dor nos olhos.

Para se proteger dessas doenças, é necessário tomar algumas atitudes que podem tirar você da zona de conforto no inverno, porém ajudam a se prevenir para que não tenha consequências mais graves ao longo dessa estação.

Como se proteger das doenças?

como-se-proteger-das-doencas

Cada infecção possui tratamentos diferentes com os medicamentos, porém, a prevenção para não pegar essas doenças é bastante simples e serve para quase todas. Mas é bom ressaltar que muitas das dicas podem ser vistas como não confortáveis nesse período. Veja algumas das atitudes que você pode tomar para ficar longe desses riscos:

Tome bastante água: A hidratação é muito importante para manter os anticorpos mais fortes contra os possíveis vírus que podem se alojar no corpo, além de causar a necessidade constante de urinar, limpando o organismo constantemente.

Alimentação adequada: Não extrapole muito nos alimentos que possuem malefícios, pois isso enfraquece as defesas do corpo e pode tornar você mais suscetível a doenças. Procure se alimentar bem e de forma saudável, para que seu organismo tenha força suficiente para combater as possíveis infecções.

Pratique atividades físicas: Além de esquentar seu corpo no frio, as atividades causam o suor, que possui o mesmo princípio da urina, além de manter seu organismo mais forte contra as doenças.

Mantenha o local arejado: Por mais que você sinta frio, é imprescindível deixar as janelas abertas dentro de um lugar. Isso ajuda a circular o ar, levando as bactérias e vírus para fora e trazendo oxigênio limpo para a sua respiração. Ambientes fechados auxiliam no compartilhamento de gases, o que pode tornar muito mais fácil a infecção dos indivíduos que estão no local.

Se agasalhe bem: Não tenha medo de se encher de blusas, pois essa é a maior proteção que você tem ao sair de casa. Se agasalhe de forma a ficar mais confortável para você, isentando seu corpo do frio extremo, diminuindo os esforços do organismo para elevar a temperatura corporal.

Evite os cigarros:  Como você pode ter percebido, a maioria das infecções atacam diretamente as vias respiratórias. Sendo assim, fumar pode comprometer ainda mais a sua saúde, levando a agravantes muito fortes contra o pulmão e a respiração.

Visite o médico: Nunca tome conclusões precipitadas. Logo que sentir um mal-estar, realize uma consulta médica para um diagnóstico correto e preciso e um tratamento funcional. A automedicação pode trazer riscos ainda maiores para a infecção, que muitas vezes pode ser facilmente erradicada.

Lembre-se sempre de se proteger bem e levar uma vida mais saudável, pois isso previne que você se contamine com essas doenças e permite uma maior felicidade e tranquilidade no seu dia a dia. Esteja confortável e realize as atividades que mais levem você à felicidade, mas procure ter cautela e não extrapolar naquilo que leva você ao risco.

 

Esse artigo ajudou você a entender melhor sobre as doenças do inverno? As dicas abordadas aqui foram úteis para uma melhor prevenção contra as doenças propostas? Conte para gente. Talvez você também goste do nosso artigo sobre se alongar antes dos exercícios, dá uma conferida.