endometriose-infertilidade-mulher

Endometriose aumenta as chances de infertilidade na mulher

A endometriose é uma doença crônica ginecológica muitas vezes negligenciada, tanto pelas mulheres quando por alguns profissionais da saúde. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), cerca de 176 milhões de mulheres do mundo possuem a doenças. No Brasil, são seis milhões de mulheres.

O grande problema é que os principais sintomas da endometriose são: cólicas menstruais forte, dor durante as relações sexuais, infertilidade, além de dor e até mesmo sangramento ao defecar ou ao urinar. Sintomas comuns de outros tipos de doenças, o que não chama a atenção das pacientes e até mesmo dos médicos.

Com isso, o diagnóstico fica mais difícil, pois a a consultar o seu ginecologista quando sente as dores, ou até mesmo consulta com médicos de outras especialidades, o que dificulta ainda mais todo o processo, fazendo com que algumas pacientes sofram por anos, sem saber a sua causa.

O que é a endometriose?

O endométrio é um tecido que reveste a parede uterina e que aloja o embrião, além de permitir a formação da placenta nos primeiros meses da gestação. Quando não há fecundação, grande parte do endométrio é eliminado durante a menstruação

A endometriose ocorre quando o endométrio se desenvolve fora do útero. A doença é uma afecção inflamatória, o que faz com que o endométrio não seja expelido durante a menstruação, indo para o sentido oposto, ou seja, para os ovários ou até mesmo na cavidade abdominal.

Sintomas

Como falamos no início do post, a endometriose possui sintomas considerados comuns pelas mulheres, principalmente a cólica menstrual. Em algumas pacientes, a doença chega a ser assintomática, o que dificulta ainda mais o seu diagnóstico. Confira agora os principais sintomas da endometriose e fique atenta!

  • Dismenorreia: esta é a famosa cólica menstrual. Nestes casos, a intensidade da dor é alta, prejudicando até mesmo a realização de tarefas do dia a dia, como trabalhar. Muitas mulheres pensam que esse tipo de dor é normal e tomam apenas analgésicos para remediar a cólica, o que não é verdade. É preciso investigar a fundo a causa destas dores intensas.
  • Dispareunia: Dor ao fazer relações sexuais;
  • Dores na região pélvica e até mesmo na lombar e no abdômen;
  • Dor e sangramento urinário ou intestinal;
  • Disúria: urgência em urinar;
  • Infertilidade.

endometriose-colica-menstrual-forte

O diagnóstico pode demorar

Como falamos anteriormente, o diagnóstico da endometriose pode demorar até mesmo anos. Isso acontece tanto pela falta de um sintoma específico, quando pela falta de atenção e investigação por parte de muitos médicos. Por exemplo: A mulher vai ao seu ginecologista e se queixa de fortes dores menstruais. Alguns especialistas não apuram com profundidade a causa da cólica, receitando qualquer analgésico ou outro tipo de medicamento.

Caso você tenha algum dos sintomas citados no tópico acima, fale com o seu médico e peça para realizar os seguintes exames laboratoriais e de imagem: laparoscopia, ultrassom endovaginal, ressonância magnética e exame de sangue marcador tumoral CA-125.

Com o resultado destes testes em mãos, o seu médico poderá diagnosticar com precisão caso você esteja com endometriose e consequentemente, iniciar o melhor tipo de tratamento da doença.

Endometriose e infertilidade

A endometriose tem uma grande associação com a infertilidade sim. Segundo dados da SBE, a doença afeta entre 10% a 15% das mulheres em idade produtiva (13 a 45 anos) e que 30% das pacientes podem ficar estéreis.

O que acontece é que quando a mulher possui a doença, a trompa está grudada, ou seja, ela não consegue captar os óvulos, o que impede a gestação. Apesar dos números serem altos, com o tratamento adequado, a infertilidade pode sim ser contornada e a mulher engravida.

O tratamento da endometriose depende do estágio em que a doença foi diagnosticada, qual a idade da mulher, entre outros fatores. O seu médico irá indicar o mais recomendado para o seu caso.

endometriose

Se interessou pelo assunto? Recomendamos a leitura do livro Endometriose- Uma Visão Contemporânea, ele traz informações úteis para o dia a dia clínico e também para quem deseja saber mais sobre a doença. Ainda tem alguma dúvida sobre a endometriose ou gostaria de sugerir alguma pauta para o blog? Nos conte aqui nos comentários.

Você também pode se interessar: a Relação do Câncer de mama com a menopausa e a Relação do anticoncepcional com a trombose.