transplante-duplo-maos

Garoto de 8 anos é o mais novo a receber o transplante de ambas as mãos

Zion é um garotinho de 8 anos que vive com a família em Baltimore, no estado de Maryland, nos Estados Unidos. Quando tinha apenas dois anos, precisou amputar as duas mãos e os pés por conta de uma infecção generalizada. Além disso, precisou de um rim, doado pela mãe.

Pela primeira vez realizado em uma criança tão nova, médicos do Hospital Infantil da Filadélfia trabalharam para fazer o transplante de duas mãos em Zion. Ele, finalmente, vai poder segurar a irmãzinha no colo, um dos seus maiores sonhos. Tudo graças à atitude corajosa e solidária de uma mãe que, mesmo perdendo alguém amado, decidiu doar as mãos do filho.

Zion conta, antes da cirurgia, que não sabe como vai ser a mão que receberá, mas que ele a aceitará como for. “Quando eu estiver com essas mãos, eu ficarei orgulhoso delas. E se algo complicar, eu não vou me preocupar. Porque eu tenho a minha família”.

Procedimento

Benjamin Chang, Codiretor do programa de transplante, revela que há algumas preocupações acerca do processo. Uma vez feita a operação, o paciente precisará tomar medicamentos a vida toda para que o organismo não rejeite as novas mãos. Tais drogas possuem efeitos colaterais negativos, como aumentar o risco de infecções e o desenvolvimento de algum tipo de câncer no futuro.

Lição sobre preconceito

Pattie, mãe de Zion, revela que esta é uma das decisões mais difíceis que já tomaram. Entretanto, ela não está surpresa, pois afirma que além de inteligente, o garoto tem provado dia após dia o seu potencial com feitos surpreendentes.

Na escola, Zion percebe que é tratado de forma diferente. “Por vezes, eu penso que meus colegas não têm a intenção de falar coisas más para mim. Imagino que apenas escapou e eles não queriam dizer aquilo”, afirma. E finaliza: “Todo mundo tem o seu jeito de pensar”.

Duas mãos

Depois de uma cirurgia de mais de 10 horas, com 40 profissionais envolvidos, Pattie recebeu a notícia que seu filho estava bem e, agora, tinha duas mãos. Quase um mês após o procedimento, Zion já mostrou evolução em uma entrevista coletiva com a imprensa. Daqui para a frente, o garoto vai precisar fazer fisioterapia e manter o acompanhamento médico.

Você pode acompanhar essa história, em inglês, pelo vídeo: