Novo plano de ação da OMS pode salvar a vida de 2 milhões de crianças por ano

A Organização Mundial de Saúde (OMS), juntamente com o Fundo de Nações Unidas para Infância (UNICEF), anunciou semana passada um novo plano de ação que pode impedir a morte de cerca de 2 milhões de crianças por pneumonia e diarréia, duas das principais causas de mortalidade entre crianças menores que cinco anos.

O Plano de Ação Mundial Integrado para a Prevenção e Luta contra a Pneumonia e a Diarreia pede uma maior integração entre as atividades de prevenção e tratamento destas doenças, e estabelece metas ambiciosas para reduzir as taxas de mortalidade e elevar os níveis de acesso das crianças a intervenções vitais.

“Freqüentemente, as estratégias para combater a pneumonia e a diarreia correm em paralelo.” afirma Elizabeth Mason, Diretora de Saúde Materna, Infantil, Neonatal e do Adolescente na OMS. “Mas, como países como Bangladesh, Camboja, Etiópia, Malawi, Tanzânia e Paquistão já estão mostrando, faz sentido do ponto de vista da saúde e da economia integrar as estratégias mais próximas”.

O novo Plano de ação da OMS / UNICEF estabelece metas claras para o mundo alcançar até 2025: uma redução de 75% na incidência de pneumonia grave e diarréia, em relação aos níveis de 2010, entre crianças menores de cinco anos, e a eliminação virtual das mortes de ambas as doenças no grupo de mesma idade. Ele também aponta para uma redução de 40% no número global de crianças menores de cinco anos que são raquíticas.

O Plano de Ação também apela aos governos e outras partes interessadas para priorizar investimentos nos grupos populacionais com os piores acessos aos serviços para prevenir e tratar a pneumonia e diarreia. Quase 90% das mortes de crianças por pneumonia e diarreia ocorrem atualmente na África Subsaariana e no Sul da Ásia.

 

Com Informações de http://www.who.int/es/