O vínculo entre música e medicina

A música, assim como outras manifestações artísticas, é capaz de colaborar com a transformação dos seres humanos. A medicina e a saúde caminham no mesmo sentido, buscando a promoção do bem estar e do controle das necessidades fisiológicas. A relação entre elas vai além do que se possa imaginar: a medicina tradicional chinesa usa, desde seus primórdios, a música como um forte instrumento terapêutico.

Diversos estudos apontam que um mundo sem música seria mais sombrio e desumano. O Presidente da Sociedade Internacional de Música na Medicina, Ralph Spintge, estuda há 35 anos o vínculo dos elementos sonoros com os seus efeitos medicinais na história da humanidade. Para ele, os benefícios vão desde aliviar dor, diminuir estresse, até a redução do uso de sedativos e anestésicos em 50%.

Estudo da Oxford University Hospitals revela que a música é benéfica durante procedimentos de cirurgias plásticas

Estudo da Oxford University Hospitals revela que a música é benéfica durante procedimentos de cirurgias plásticas

Música na medicina tradicional chinesa

As técnicas medicinais orientais são conhecidas por sua eficácia em trabalhar com elementos naturais. O uso de ervas e da acupuntura é marcado por longa data, assim como o desenvolvimento do tai chi e qi gung na meditação. Mas, antes mesmo da aplicação desses recursos, composições musicais já eram usadas na cura de pacientes.

A história dessa relação pode ser contada através dos caracteres chineses que representam a palavra música e medicina. Com a descoberta das propriedades herbais, médicos chineses passaram a unir o caráter curativo das ervas com os benefícios das melodias. E, portanto, a palavra chinesa para medicina (yao) nada mais é do que a de música (yue) combinada com a de erva (cao).

O caractere chinês yao é dividido em duas partes. A superior refere-se às ervas e a inferior é o radical de música.

O caractere chinês yao é dividido em duas partes. A superior refere-se às ervas e a inferior é o radical de música

Música em consultórios

A música tem sido utilizada também nas mesas de cirurgias de alguns hospitais brasileiros. Apesar da pouca literatura sobre o assunto, alguns estudos relatam que pacientes submetidos a operações de ponte de safena, na coluna, e outros pequenos procedimentos ambulatoriais têm obtido respostas positivas quando colocados em contato com a música.

O procedimento consiste em trabalhar com o paciente para escolher cuidadosamente uma seleção de músicas que será usada antes, durante e depois da cirurgia. Os resultados mostram que essa técnica diminui a ansiedade antes do procedimento, reduz em até 50% a anestesia durante a cirurgia e demanda menos medicamento após o processo cirúrgico.

music_and_medicine_by_dasterion-d37m4r2

Outro exemplo é o hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde uma das salas de exame de ressonância magnética recorre a telões que apresentam imagens acompanhadas de músicas. Para Marcos Roberto de Menezes, radiologista do espaço, a técnica contribui para que o paciente não se sinta desconfortável com os barulhos do aparelho.

Quer saber mais a respeito, temos este livro para você aprofundar seus conhecimentos: