sdas

Pesquisas e descobertas recentes no mundo animal

Os cientistas do mundo todo comemoram duas descobertas nesse final de outubro: uma nova espécie de tartaruga gigante em Galápagos e o segredo das cobras para deslizarem pelo chão. Ambas surgiram por iniciativa de universidades americanas, a primeira pela Universidade de Yale, enquanto a segunda está em desenvolvimento pela Universidade de Oregon.

Saiba mais sobre essas novidades no blog da Florence:

Tartaruga gigante

Na ilha de Santa Cruz, no arquipélago de Galápagos, duas populações de tartaruga gigante povoam o habitat. Esperava-se que ambas fossem da mesma espécie, apesar de uma habitar o lado oriental da ilha e a outra, o ocidental. Os pesquisadores só passaram a desconfiar quando notaram diferenças no formato do casco entre ambas.

Dessa forma, os trabalhos começaram em 2002 com a análise genética de 8 a 10 amostras. Os primeiros resultados já confirmavam a hipótese de a população do lado oriental ser diferente, mas isso só se confirmou quando a equipe conseguiu determinar a diferença genética. Portanto, elas se diferenciam, sim, pelo casco, mas a maior diferença está em nível genético.

Batizada de Chelonoidis donfaustoi, estima-se que a espécie conta com cerca de 250 a 300 animais.

Gordura nas escamas

shutterstock_131587814

Um dos grandes mistérios do mundo animal era descobrir como as cobras conseguiam rastejar sem ferimentos e grandes consequências para a sua pele e escamas. Ao perceberem que as escamas da parte inferior eram mais oleosas do que as das costas, cientistas da Universidade de Oregon passaram a analisar a estrutura molecular das escamas da barriga das cobras e comparar com as das costas.

Os resultados ainda não são definitivos e, apesar de ter sido verificado nas cobras-rei-californianas, identificaram moléculas lipídicas de forma ordenada nas escamas. Essa organização, segundo os pesquisadores, indica que tais estruturas estão lá para desempenhar uma função específica. A origem da camada e o porquê de elas não acabarem ainda é um mistério e devem ser as próximas respostas a serem buscadas pela equipe.

O que você achou dessas duas descobertas? Compartilhe sua opinião com a gente através dos comentários.