Problemas causados pelo glúten: intolerância e doença celíaca

Já imaginou ter que deixar de comer aquela massa com molho de tomate ou o pão caseiro da vó? Essa é uma das dificuldades enfrentadas por quem sofre com intolerância ao glúten ou doença celíaca. Esta corresponde à inflamação da mucosa intestinal por conta do glúten. Além dos problemas causados à saúde, os dois milhões de brasileiros celíacos enfrentam as consequências do prejuízo na absorção dos alimentos.

Entenda um pouco mais sobre ambas as condições, seus sintomas, complicações e tratamentos: 

Glúten

O Glúten é uma proteína estrutural encontrada no trigo, centeio e cevada. No caso da aveia, ela é naturalmente livre da proteína, mas quando cultivada junto com o trigo, acaba “contaminada” pela substância. Quando plantada de forma orgânica, é possível obter o alimento puro.

Doença Celíaca

De caráter genético, a doença se configura pela agressão das próprias células imunológicas às células do organismo – doença autoimune. Mais especificamente, esse processo acontece nas paredes do intestino delgado por ação do glúten e causa a atrofia das vilosidades intestinais, reduzindo a capacidade de absorção de nutrientes.

Quando adulto, os sintomas no corpo humano são mais indefinidos, o que dificulta o diagnóstico. Mas geralmente estão associados a diarreias, cólicas, desconforto abdominal e perda de peso, que começam a aparecer constantemente na infância.

shutterstock_247570027

A doença não tem cura e seu tratamento está veiculado a exclusão da substância do cardápio diário. Por conta da absorção ruim do organismo, problemas como anemia, queda de cabelo, fraqueza e até osteoporose podem aparecer.

Intolerância

Uma das principais preocupações dos nutricionistas brasileiros é com o aumento do número de pessoas com intolerância ao glúten. Estudos apontam que isso se deve aos hábitos alimentares ruins da maioria da população, mas também deve-se levar em consideração as alterações genéticas feitas no trigo ao longo das últimas décadas, o que tem acarretado em um aumento no teor da proteína no alimento.

Problemas gástricos, enxaqueca, resistência insulínica, diabetes e compulsão alimentar são alguns dos sintomas da doença. Assim como a doença celíaca, a intolerância é tratada com a exclusão da substância da dieta alimentar.

Se você gostou deste texto, vai gostar também de: Saiba mais sobre a Intolerância à lactose.