shutterstock_244172107

Problemas causados por piscinas maltratadas

Nos meses de calor, que culminam com o período das férias e Verão no Brasil, é muito comum as famílias passarem longos períodos em praias e piscinas. Alguns dos riscos que rondam quem se aventura em piscinas públicas ou de hotéis são a micose, foliculite e infecções no corpo. Essas doenças são provocadas por vírus, bactérias e fungos que se reproduzem por conta da desregularização dos níveis de sais na composição do cloro usado na água. 

A higienização desses espaços é primordial para que eles sejam próprios para banho de lazer, entretanto o descaso ao longo do processo de tratamento da água é o fator responsável para a criação de ambientes propícios para essas doenças. Pesquisas apontam que os casos mais atendidos em hospitais são: conjuntivites (olhos), micoses, foliculite (couro cabeludo) e otites (ouvidos). Bactérias, como estafilococos, causam problemas na pele.

O blog da Florence traz informações mais precisas sobre cada uma dessas infecções e a forma correta de tratá-las.

Foliculite

Como o nome sugere, a Foliculite se configura pela infecção dos folículos pilosos, geralmente como resultado de ação bacteriana. Em casos superficiais, aparece em forma de pequenas espinhas com pontas brancas que coçam ou ardem e saram sozinhas. Em casos mais graves, pode ocasionar a perda de cabelo e cicatrizes na cabeça, exigindo o acompanhamento de dermatologistas.

Cuidar da pele para mantê-la limpa e sem escoriações é um dos métodos preventivos. Lembre-se sempre de secar muito bem as regiões com pelos. Mantenha a pele hidratada e use gel barbeador no ato de raspar a barba.

shutterstock_299701511

Conjuntivites

As piscinas acabam virando um habitat ideal para os vírus e bactérias. No caso da conjuntivite, ela pode ser viral ou bacteriana. Se for causada por vírus, ela desaparece sozinha após um período, mas é altamente contagiosa. Ela pode ser cuidada com compressas de água fria e pomadas lubrificantes.

No caso da bacteriana, ela pode ser tratada com antibiótico em gotas ou pomada. Recomenda-se retirar as secreções com algodão e lavar com água quente. A infecção sara, geralmente, antes de 5 dias.

Micose

Causada por fungos, atinge tanto os pés, quanto as mãos e o cabelo. Os sintomas vão desde manchas brancas que se soltam da pele, até manchas grandes e vermelhas bem delimitadas que coçam e ardem. É importante um acompanhamento médico quando aparece de forma recorrente e devem ser tratadas com uma série de medicamentos antifúngicos. Siga as recomendações médicas, uma vez que tais tipos de remédios atingem o fígado, então não podem ser usados de forma abusiva, assim como não se deve parar o tratamento, pois os fungos mais profundos levam mais tempo para ser exterminados.

Você tem alguma dúvida? Basta perguntar nos comentários que ficaremos felizes em respondê-la.