Puericultura: a arte de proteger a saúde da criança

A infância é a fase da vida onde o ser humano aprende e vive momentos marcantes da sua existência. Como Jackson Brown diz, “uma criança dormindo nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo”. No berço, ela desenvolve os traços principais do ser humano que será, desde a virtude do pertencimento, até a curiosidade das mãozinhas que querem descobrir tudo.

De início, o pertencimento nasce com o amor incondicional do pai e da mãe. Quando apresentada à família, o afeto, os colos, os carinhos e os apertões acrescentam na criança o sentimento de fazer parte de algo essencial. A Puericultura caminha nesse sentido, ao promover a saúde da criança no contexto familiar, comunitário e educacional. 2014 é o ano da Puericultura e, para a pediatra Amarilis Batista Teixeira, essa é a arte de “promover o crescimento e o desenvolvimento da criança, em condições físicas e mentais adequadas”.

O sono da criança é como um afinador de silêncios.

O sono da criança é como um afinador de silêncios.

Abordagem na Medicina

A puericultura é tradicionalmente uma subespecialidade da pediatria. O profissional da área apresenta conhecimentos abrangentes sobre o crescimento do ser humano na sua fase inicial, assim como sobre o desenvolvimento infantil. O pediatra que atua na área faz um trabalho de acompanhamento das necessidades físicas e emocionais buscando a prevenção de distúrbios na nutrição, no comportamento social, e no sistema neuropsicomotor.

Um caso não muito comum, mas que pode servir de exemplo nessa situação, é a da criança que não se identifica com a sua identidade de gênero. Imagine que uma garotinha de quatro anos insiste para os pais que não gosta de usar roupas rosa, vestidos, saias e prefere usar o cabelinho curto. Ela escolhe brincar com os meninos de carrinho e gosta que seu apelido seja bem diferente do seu nome. Talvez, isso não queira dizer que ela é transgênero, mas o processo de observação desses fatores pelo pediatra poderia evitar abordagens prejudiciais e traumáticas por parte dos pais, e isso acontece graças à puericultura.

 

Coy Mathis é filho de um casal norte americano que se recusava a usar roupas de meninos já ao 1,5 anos.

Coy Mathis é filho de um casal norte americano que se recusava a usar roupas de meninos já ao 1,5 anos.

Puericultura e o Dia das Crianças

No dia das crianças, a Livraria Florence ressalta a importância desse acompanhamento médico próximo e a atenção dos pais com a saúde das crianças. O melhor presente que elas podem receber é um corpo saudável para aproveitar a infância da melhor maneira possível. Feliz Dia das Crianças!