Remédios combinados são alternativas contra o câncer de tireoide

A combinação dos remédios paclitaxel e pazopanibe – usados em terapias contra o câncer – mostrou eficácia no tratamento de um tipo raro e letal do câncer de tireoide. Segundo o estudo publicado na Science Translational Medicine, as drogas, quando combinadas, ajudam na luta contra o câncer de tireoide anaplásico.

No estudo, o pesquisador Crescent Isham e outros profissionais da Clínica Mayo, em Rochester, nos Estados Unidos, associaram os dois medicamentos e usaram a mistura no tratamento de células cancerígenas cultivadas em laboratório. Com o auxílio de filmagens em câmara lenta, os cientistas observaram que as células não conseguiam ultrapassar uma fase específica do ciclo celular (mitose). Dessa forma, elas não conseguiam se dividir e, consequentemente, morriam.

A combinação dos remédios funciona pela ação em uma enzima chamada Aurora Kinase-A, envolvida com o processo de mitose celular — um alvo do pazopanibe que não era conhecido.

CÂNCER DE TIREOIDE
Considerado um tipo raro de tumor, o câncer de tireoide responde por 2% a 5% do total de cânceres em mulheres, e por 2% dos tumores em homens. Em 2012, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que tenham sido registrados 10 590 novos casos. Dietas, componente genético e fatores hormonais são apontados como possíveis causas da doença.

(Com informações de Veja e Science Translational Medicine)