Rinite Alérgica – Sintomas, causas e Tratamentos

A rinite alérgica é caracterizada pela obstrução nasal, coriza e espirros. Ela é uma reação normal do organismo quando esse entra em contato com substâncias tóxicas. Geralmente, o corpo age dessa maneira para tentar impedir que o vírus chegue aos pulmões através do ar. A alergia é na verdade uma defesa exagerada do corpo humano.

A maneira como o corpo reage a certas substâncias é um fator influenciado pela genética. Por isso que algumas pessoas conseguem conviver sem problemas com fatores que causam alergia sem manifestar os sintomas da rinite alérgica, enquanto outras pessoas podem ter até mesmo asma. A alergia depende do fator genético, mas o paciente não nasce hiper-reativo, mas sim com a capacidade de se tornar hipersensível a determinados fatores. O que significa que a pessoa pode viver durante anos sem ter sintomas alérgicos e acabar desenvolvendo-os mais tarde. Pessoas hiper-reativas herdam essa característica do pai.

Sintomas

A rinite alérgica tem como sintoma a, no início, a coriza. A rinite é frequentemente confundida com o resfriado, que é caracterizado pela coriza, febre e dor de garganta. Com o passar das horas surgem outros sintomas: obstrução nasal, espirros, coriza e coceira no nariz. Incômodo que pode se estender à garganta e aos olhos. A rinite costuma durar de sete a dez dias.

Há 200 tipos diferentes de vírus que podem provocar a alergia

Há 200 tipos diferentes de vírus que podem provocar a alergia

Causas

A rinite tem origem virótica – há 200 tipos diferentes de vírus que podem provocar a alergia. Eles invadem as células da mucosa nasal, causando a rinite.

Em geral, substâncias presentes no meio ambiente, como a poeira, o pólen e determinados alimentos podem ser alergênicas. Nas grandes cidades, a poeira uma das grandes causas da rinite. O frio, o stress e a umidade também podem favorecem a reação alérgica.

Os ácaros se proliferam com facilidade em ambientes domésticos úmidos com temperatura amena. Os ácaros acabam se acumulando em colchões e estofados principalmente. A rinite alérgica é provocada por um ácaro chamado Dermatophgoides spp.

Medicamentos, imunoterapia e higiene ambiental são as três formas de tratamento da rinite

Medicamentos, imunoterapia e higiene ambiental são as três formas de tratamento da rinite

 

Tratamentos

Pacientes portadores da rinite alérgica tem a sua disposição três principais formar de se tratar: medicamentos, imunoterapia e higiene ambiental. O primeiro é feito com antialérgicos, descongestionantes nasais e corticosteroides. Os corticosteroides são remédios aplicados diretamente pelas narinas. Eles melhoram a respiração e amenizam crises.

 

Já a imunoterapia é um tratamento feito com vacinas antialérgicas. Elas geralmente são adotadas como recurso quando não há melhora significativa com o uso de medicamentos. Na imunoterapia são aplicadas injeções para que o organismo deixe de ser hiper-reativo. Por último, a higiene ambiental talvez seja o “tratamento” mais fácil de ser feito. Já que ela consiste em limpar possíveis focos de ácaros, como cortinas, colchões, estofados e tapetes. Também é recomendável manter ambientes domésticos bem ventilados e iluminados.

 

Neste post tentamos dar um panorama da rinite alérgica. Apesar de apresentarmos alguns tratamentos, é sempre recomendável, antes de mais nada, consultar um médico. Cuide-se.